Vereadores cobram providencias por conduta inapropriada de quatro servidores da prefeitura

por Comunicação / CMSS publicado 17/09/2021 10h45, última modificação 17/09/2021 11h50

 

O vereador Presidente da Câmara Municipal de São Simão Lucas Barbosa Vasconcelos, juntamente com os vereadores Ailton Lopes, Gilmar do Garimpo, Professor Fernando, Raufi Diones e Vilarinho, encaminhou na última quinta-feira, 09, um ofício ao prefeito Fábio Capanema de Souza, manifestando-se a respeito dos funcionários Laize Helena Peixoto, Ângela Roberta Bernardes, Miriam Eunice da Silva e Rugles dos Santos e cobrando providências.

No documento foram destacados os atos que os parlamentares consideraram como conduta inapropriada com a moralidade administrativa e funcional.

Laize Helena Peixoto, que ocupa o cargo de Secretária de Saúde, com relação aos fatos noticiados através do Registro de Atendimento Integrado (RAI nº 20542500/2021) sobre suposta prática de conduta criminosa que culminou com a Ação de Busca e Apreensão sob autos nº 5400030-87.2021.8.09.0173.

A senhora Ângela Roberta Bernardes, credenciada em Técnico de Enfermagem do Hospital Municipal de São Simão, onde a mesma pronuncia ofensas a população, até mesmo desejando a mortes das pessoas.

Miriam Eunice da Silva, ocupante de cargo comissionado, gravado no ambiente de trabalho e em horário de expediente, onde a servidora, emitindo gestos e palavras obscenas, com total desrespeito à população, conduta esta que está sendo alvo de inúmeras críticas contra a administração pública no âmbito do município de São Simão e no Estado de Goiás.

Rugles dos Santos, nomeado para ocupar o cargo de Superintendente do DEMAESS, o qual demonstra total despreparo no desempenho da função, que é de tamanha importância no município por se tratar do fornecimento de água para atender as necessidades básicas de todo cidadão. A conduta do referido gestor é reprovável, pautada na arrogância e falta de respeito com as pessoas, deixando-as, além de constrangidas, sem respostas ao devido atendimento.

Os parlamentares insatisfeitos com a situação e prestação de serviço atual dos seguintes funcionários, protocolaram esse ofício, para que, seja mantida a regularidade do atendimento público municipal com qualidade, confiança, ética e moral na qual os funcionários citados não estão colaborando.

Por fim, os representantes da casa do povo concluíram o documento afirmando que “o vereador tem como função primordial representar os interesses da população perante o poder público e que são inúmeras as cobranças por parte dos munícipes, desde já fica aqui consignado pelos Edis que subscrevem, o PEDIDO DE PROVIDÊNCIAS ao Poder Executivo no sentido de resolver as questões acima expostas”.

error while rendering plone.comments