Por 9 votos a 2, Câmara aprova pedido de cassação do mandato do prefeito Assis Peixoto

por Comunicação / CMSS publicado 27/10/2021 15h15, última modificação 27/10/2021 15h17



No último dia 25, reuniram-se no Plenário Aldo dos Santos Pimenta todos os vereadores para a Sessão Extraordinária que tinha como intuito votar o parecer e relatório final da Comissão Processante que investigou os atos recentes do prefeito licenciado Francisco de Assis Peixoto.

A população compareceu em grande número, mas apenas 50% dos acentos ficaram ocupados em virtude da pandemia da Covid-19. Contudo, para atender a todos que compareceram, 02 tendas, cadeiras, som e telão foram montados em frente do prédio da Câmara, através do qual todos puderam acompanhar a reunião, além da veiculação tradicionalmente usada pelas redes sociais da Câmara e pela rádio Formato FM.

O Processo de Impeachment, é referente a denúncia recebida pelos vereadores dia 03 de agosto de 2021 por quebra de decoro parlamentar, protocolada pelo Senhor Luis Manoel Lima de Araújo.

Todos os documentos conclusivos da Comissão Processante foram lidos em inteiro teor, primeiramente pela secretária geral, em seguida pelo relator, Vilarinho, e, por fim, pelo presidente da comissão, Professor Fernando. O acusado não esteve presente na reunião assim como nenhum membro de sua defesa.

Os vereadores tiveram 15 minutos para suas considerações, após o que, o presidente da Câmara, Lucas Vasconcelos, abriu a votação por ordem alfabética.

A votação ficou assim definida: a favor da cassação votaram Adriano Pimenta, Ailton Lopes, Evaldo Elefante, Ludgero Neto, Lucas Vasconcelos, Professor Fernando, Raufi Diones, Welignton Carvoeiro e Vilarinho. Contra votaram Laerte Nogueira e Fabio Kebinha.

Logo após foi expedido o decreto legislativo n° 06/2021 que dispôs sobre a Cassação de Mandato do Prefeito Municipal Francisco de Assis Peixoto.

 

Decreto Legislativo-CMSS nº 6, de 26 de outubro de 2021


MAIS FOTOS


error while rendering plone.comments