Lucas Vasconcelos cobra aplicação da lei que obriga agências bancárias, a colocar à disposição dos usuários, funcionários suficientes atendendo nos caixas

por Comunicação / CMSS publicado 02/06/2021 09h51, última modificação 02/06/2021 09h51

O cumprimento da Lei Municipal nº 490 de 22 de abril de 2013 foi tema de requerimento na Câmara Municipal de São Simão durante as reuniões ordinárias de maio. O documento é assinado pelo vereador presidente Lucas Vasconcelos e pede ao Executivo Municipal a aplicação da referida Lei, que estabelece obrigatoriedade às agências bancárias, no âmbito do município, a colocar à disposição dos usuários, pessoal suficiente no setor de caixas, para que o atendimento seja efetuado em tempo razoável, estabelecendo os respectivos tempos razoáveis permitidos para os atendimentos. 

Na sua justificativa, o Presidente cita que a presente proposição tem como objetivo exigir a execução de lei existente no município desde o ano de 2013, ou seja, há mais de 08 (oito) anos, enquanto os cidadãos, usuários dos serviços de bancos, casas lotéricas e correspondentes, sobretudo, aqueles que buscam prestação de serviços e informações, vem sofrendo com longas esperas em filas para serem atendidos.

“Sabemos que as leis são criadas para organizar, disciplinar e controlar os comportamentos humanos e ações das pessoas de acordo com os princípios da sociedade onde vive ou que se relaciona, garantindo que a democracia e os direitos de todos sejam respeitados, além do que, faz-se importante destacar, que o usuário dos serviços bancários não é apenas um consumidor, é um cidadão com todas as garantias constitucionais, com direito ao acesso a bens e serviços essenciais para uma vida digna”, destaca.

Lucas afirma também que a medida se faz necessária e urgente em razão das inúmeras e constantes reclamações dos usuários/consumidores no Município de São Simão, que há muito tempo vem sofrendo com relação ao período de espera em filas para serem atendidos pelas instituições financeiras, o que causa grande transtorno, desconforto e diminui a qualidade de vida dos cidadãos.

“Nesse sentido, de forma a assegurar ao usuário de tais serviços um tratamento digno, a presente proposta requer que a Prefeitura Municipal execute a referida lei, proporcionando a minimização do sofrimento diário dos usuários de bancos nas filas, razão pela qual se faz imperiosa a aprovação deste Requerimento com a devida anuência dos Ilustres Pares, como desde já requer”, concluiu.

registrado em:
error while rendering plone.comments